Minoxidil

Este medicamento estimula os folículos em fase de miniatuarizaçãao, ou seja, folículos finos e pequenos. Também estimula a vascularização do couro cabeludo permitindo uma melhor oxigenação da região e em maior aporte de nutrientes necessários ao bom desenvolvimento dos folículos.

Recomenda-se passar sempre nos cabelos secos e no couro cabeludo e não nos fios, deixando-o agir por pelo menos 4 horas. Ele deve ser absorvido pelos poros para agir na raiz dos cabelos. O Minoxidil não tem ação na haste dos fios. Os primeiros resultados do uso do Minoxidil podem ser observados após aproximadamente 4 e 6 meses, sendo evidentes com 01 ano de tratamento. Observamos primeiramente uma redução na queda capilar, depois o processo de miniturização se estabiliza e por fim há um aumento do volume dos fios.

Nenhum agente medicamentoso faz crescer cabelos em uma área totalmente sem cabelos. Só o transplante de cabelos consegue preencher este espaço vazio, retirando folículos da área doadora e recolocando-os na área calva.

É muito importante que o paciente saiba que o tratamento deve ser contínuo. Uma vez interrompida a medicação, a calvície volta ao estado anterior ao tratamento em aproximadamente 4 e 6 meses.

Finasteride

É o Primeiro inibidor seletivo da enzima 5-alfa-redutase tipo II, que faz a conversão periférica da T (testosterona) em DHT(dihidrotestosterona).

Seu emprego no sexo masculino teve início em 1986, quando foi desenvolvido para tratar indivíduos com hiperplasia prostática benigna (HPB) na concentração de 5%. O uso no tratamento da AAG foi aprovado pelo FDA em 1997.

Um estudo inicial testou o uso do Finasteride em pacientes portadores de AAG que apresentam grande atividade da enzima 5-alfa-reduttase e níveis elevados de DHT. Após tratamento por via oral, mais de 65% dos pacientes mostraram significativa redução da DHT no couro cabeludo.

Em 1998, trabalhos multicêntricos, todos controlados com placebo, estudaram 1879 homens com AAG de leve a moderada que receberam 1mg de Finasteride por via oral ou placebo. 48% dos homens tratados com Finasteride apresentaram crescimento dos cabelos após um ano de tratamento, em oposição aos 7% do grupo do placebo.

A incidência de efeitos colaterais foi semelhante no grupo de estudo que tomou placebo e Finasteride. 3,8% dos pacientes tratados com Finasteride apresentam distúrbios sexuais, como diminuição da libido, distúrbios de ejaculação e disfunção erétil, contra 2,1% dos que receberam placebo.

É importante salientar que o Finasteride não gera impotência. E uma vez interrompida a medicação, os possíveis efeitos colaterais desaparecem.

Os finasteride é usado para preservar os fios que ainda não caíram. Ele não faz surgirem novos fios em área já calva. Seu efeito só se mantém durante o uso da medicação. Uma vez interrompida, o processo da calvície recomeça. Ele não acelera a queda de fios quando interrompido.

Indica-se o uso a partir dos 18 anos de idade, sempre com orientação médica. Uma vez iniciado o tratamento, recomenda-se que o paciente faça acompanhamento médico a cada 6 meses nos 2 primeiros anos e depois 1 vez ao ano, enquanto estiver usando a medicação.

O efeito máximo da medicação ocorre com 2 anos de tratamento. Caso o paciente ainda queira mais volume de cabelos, indica-se a associação com a cirurgia de transplante capilar.

A associação do Fineasteride com a loção de Minoxidil traz resultados mais eficazes do que o Finasteride isolado.

A associação com o shampoo de Cetoconazol de 2 a 3 vezes na semana também é eficaz.

Fatores de crescimento capilar

Atualmente são usados para aumentar a porcentagem de enxertos viáveis pós translantes capilar, bem como para aumentar a vascularização peri bulbar do folículo piloso, entre eles desacam-se o VEGF, a FGF e o IGF.

Fototerapia Capilar

Auxilia no tratamento de cabelos finos,perda de brilho capilar, perda de volume por aumentar a produção de energia das células do bulbo capilar, aumentar a microcirculação e levar mais nutrientes ao couro cabeludo.

FOTOTERAPIA

Você está interessado em nossos procedimentos?

Invalid Input

Central de atendimento:
0800 878 8300


Goiânia:
(62) 3251-6286


Brasilia:
(61) 4063-9388


Campo Grande:
(67) 4063-9566


Whatsapp:
(62) 99223-5351

ico facebook ico instagram ico youtube